Esclarecimento sobre o pleno emprego

CATEGORIA AST

homerHá dois ou três anos a ideia de que um país com as dimensões do Brasil pudesse alcançar o pleno emprego era vista como delírio irresponsável. O pleno emprego era impossível de ser alcançado em face das condições objetivas da economia e da capacidade de racionalização da microeletrônica e da globalização. A confirmação de tais condições e o incremento destas capacidades só fez aumentar a certeza: o pleno emprego é hoje, mais do que nunca, impossível de ser alcançado.

Dito isto, é evidente que a casualidade de estarmos praticamente em situação de pleno emprego não pode ser imputada à circunstância internacional, ao descortino do nosso empresariado, à operosidade do trabalhador brasileiro e muito menos às políticas governamentais. As declarações pretéritas dos acadêmicos deixam claro que o estarmos em pleno emprego carece de fundamento. Logo a realidade se curvará ante a férrea lógica bizantina e se verá que o impossível teórico é independente do impossível empírico. Posto que o pleno emprego só exista na realidade e não no imaginário, ninguém intelectualmente sério se propõe a especular sobre a duração de tal fenômeno.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s