Robert Castel

CATEGORIA PT

Sobreviver ao trabalho

A morte de Robert Castel no mês passado marca talvez o final de um ciclo de esforços intelectuais e políticos para dar alento ao trabalho assalariado. O mundo do trabalho precário, da “desfiliação” – o conceito que Castel utilizou para retratar o isolamento social dos excluídos do sistema de emprego – e a denuncia da existência de uma esfera de “infra-assalariados”, são retratos vivos deste esforço. A sociedade salarial, um dia amparada pelo Estado Social, parece ter sido irremediavelmente desfigurada pelo neoliberalismo. O mundo que Castel denunciou foi o do ressentimento e da angústia, o mundo que aí está, em que as posições sociais são instáveis, em que tudo se mede, mas nada se avalia. Infelizmente ele morreu antes que o hiato entre a sociedade salarial e a do individuo autárquico, livre do jugo do emprego, pudesse emergir.

UTILIZE E CITE A FONTE.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s