Frustração

CATEGORIA PT

Vilem_Flusser

Em um ensaio publicado na revista Comentários em 1972 e recuperado pela revista CULT (187, fev, 2014), Vilém Flusser, o filósofo do design, faz um reparo essencial para o entendimento da frustração do impulso para o trabalho na atualidade.

Diz ele que a asserção tácita de que a capacidade consumidora humana será sempre maior do que a sua capacidade produtora está vencida. A geração atual não é capaz de consumir uma parte considerável dos produtos materiais e imateriais que sobre ela se precipitam. A impotência para o consumo significa que uma parte cada vez maior do que produzimos está destinada à degradação dos arquivos, dos depósitos e das lixeiras.

A frustração deriva de que temos consciência de que ao longo da vida laboral escrevemos um livro que provavelmente jamais será lido.

UTILIZE E CITE A FONTE.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s