Conceitos-chave – o trabalho grego.

CATEGORIA PT

ESCRAVOS NA GRECIA ANTIGA

Os gregos da época clássica desconheciam o termo “trabalho” na forma que utilizamos hoje. Não que desconhecessem o fenômeno, mas davam tratamento normativo, moral e relevância distinta, conforme se tratasse das subdivisões do esforço com produto tangível, poíesis, e do esforço com resultado intangível.

A poïesis, “fabricação” era dividida em:

  • esforço penoso – pónos, “pena”, a lida diária e constante,
  • esforço criativo – érgon (dispêndio de energia), o trabalho que gera resultados;

Enquanto o esforço com resultado intangível compreendia:

  • a administração do viver ou o viver eticamente – prâxis, o cuidado de si mesmo;
  • a contemplação e a ciência – theoria;
  • a gestão da polis, do social e, talvez, a luta pelo poder – política.

O confuso conceito de ”trabalho em geral” data do Renascimento.

UTILIZE E CITE A FONTE.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s