Trabalhar por dinheiro.

Trabalho & Produtividade.

Simmel

Georg Simmel, em “Filosofia do dinheiro”, sustentou que a moeda, um “meio absoluto”, embora não tenha valor em si, é superior ao trabalho.

O dinheiro é superior a tudo o que pode adquirir, incluindo o trabalho, porque sempre servirá para comprar outro objeto, o que lhe torna o veículo de uma liberdade infinita de escolha. Comparado ao trabalho, o dinheiro é mais valioso, porque o trabalho se troca contra o seu equivalente em dinheiro, mas não pode ser restituído, armazenado e substituído.

Não se pode aplicar o talento e saber do trabalhador para um ofício diverso daquele que exerce. Um bailarino não pode transmutar-se em matemático. Mas o dinheiro permite ao matemático assistir a um balé, e permite ao dançarino seguir um curso de matemática.

A posição social é dada pelo nascimento e pelas relações, mas é nivelada pelo dinheiro. Se o trabalhador permanece dependente do patrão ou do cliente para ganhar dinheiro, ele é inteiramente livre para gastá-lo. De modo que, segundo Simmel, se não se cede às tentações da ganância e da rapacidade, trabalhar por dinheiro é a forma racional de obter liberdade, desenvolvimento pessoal, posição e conforto.

UTILIZE E CITE A FONTE.
Simmel, Georg (2011). The Philosophy of Money. Routledge (Reprint edition). New York.

 

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s