Sêneca: o trabalho salva

CATEGORIA PT

Sobreviver ao trabalho– Para que nos serve trabalhar quando já asseguramos a satisfação das nossas necessidades materiais?

– Para suprir as infinitas necessidades incorpóreas”, ensinou Sêneca.

Lucius Annaeus Seneca (4ac. – 65) pregou que, em sendo o mundo exterior perfeito (inteiramente feito, na acepção do termo), o nosso trabalho nada agrega ao Universo. Por isto, devemos nos amoldar ao mundo. Praticar as virtudes da diligência e do esforço físico e intelectual para nos ajustarmos à ordem das coisas.

Sêneca foi professor, depois conselheiro e, ao cabo, vítima do imperador Nero (Nero Claudius Cæsar Augustus Germanicus (37-68)), o jovem matricida e incendiário. Trabalhou intensamente. Proscrito, dedicou-se à vida intelectual enquanto aguardava a ordem para matar-se. Firmado na disciplina e no “amorem laboris”, evitou o vício e o desespero decorrentes da inação. Quando, por fim, obedientemente deu-se morte, era já velho para a época. Contava 68 anos. Trabalhou até o último dia. Tinha o corpo são e o espírito lúcido.

 

Seneca (sd). Sobre la providencia. eBook Kindle.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s