NOTÍCIAS: Ciência 3G – A caminho da 4ª geração da ciência.

Notícias.

Na Revista Inteligência, meu artigo sobre a 4ª geração da ciência.

A injustificada aura que glorifica os saberes estabelecidos data da primeira geração da Ciência, quando, ainda com mandato sobrenatural, foi puramente normativa.
Tomemos o caso, próximo a nós, de José Francisco António Inácio Norberto Agostinho, Rei de Portugal e Algarves (1714-1777). Absolutista, D. José I governou “por mandato de Deus, de ciência certa e vontade esclarecida”. O mistério aurático não recai sobre a Ciência de primeira geração, a G.1, mas em como se chegou a nela crer. Pois, corria à boca pequena que o saber de el-Rei era pouco, e a sua vontade, frágil. Alguns historiadores até sustentam ter sido Sua Majestade uma toupeira. Outros, mais compreensivos, o têm como carola e hesitante.
Beato terá sido D. José, e a inapetência decisória, mesmo afiançada por Deus, se esclarece: teve como Secretário do Reino o enérgico Sebastião José de Carvalho e Melo, primeiro Conde de Oeiras, e, como ficou conhecido, Marquês de Pombal. É crível que, tirânico, o Marquês não lhe tenha permitido dar um pio nas coisas do reino. Mesmo assim, os Arautos do Paço da quarta dinastia, a de Bragança, o apelidaram de “o Reformador”.

Clique aqui para ler o artigo e aqui para ler a revista na íntegra.

UTILIZE E CITE A FONTE.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s