TRABALHO: Prometeu – O trabalho arcaico.

Trabalho.

Prometeu amou os homens o bastante para ser capaz de lhes dar o fogo, a liberdade, as técnicas e as artes.

Zeus, que temia que os mortais ficassem tão poderosos quanto os próprios deuses, castigou Prometeu, afinal, um mero titã de segunda ordem.

Acorrentou-o a uma rocha por toda a eternidade, enquanto uma grande águia devora seu fígado, que se regenera permanentemente.

O trabalho arcaico foi o do castigo prometeico. Pertenceu ao regime da desvalorização do esforço produtivo e da valorização do tempo livre. As referências de então ao que hoje entendemos por trabalho são negativas: o grego poenes, alude ao esforço penoso, e o latim labor deriva do verbo labãre, tropeçar sob um fardo.

A percepção positiva do trabalho tem origem tardia. Decorre do pensamento de estoicos e epicuristas, que o entenderam como um dos elementos do “prazer de interditar o desgosto”. Evitar a fome, o desabrigo, o desconforto – tem um sentido prudencial, não hedônico. É como o da dieta, o do exercício, e o do silêncio.

Desde a Idade das Trevas sabemos que vamos morrer. Desde a condenação de Prometeu sabemos que temos que trabalhar. Mas não deveríamos ter esquecido as lições dos Antigos, que ensinaram que não nascemos para desaparecer, mas para gerar uma descendência, e que fomos feitos para a criação e não para estarmos presos à labuta – devorados continuamente pela águia da necessidade.

 

UTILIZE E CITE A FONTE.
Ésquilo (2013) Prometeu acorrentado. In, O melhor do teatro grego: edição comentada: Prometeu acorrentado, Édipo rei, Medeia, As nuvens. Tradução de Mário da Gama Kury. Rio de Janeiro. Clássicos Zahar

Hesíodo (2012) Teogonia. Tradução de Henry Alfred Bugalho. São Paulo. Oficina Editora

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s