ÉTICA: Fontes da filosofia moral – Foucault: a estética da existência.

Ética.

Michel Foucault estudou como poderes sutis geram modelos de conduta, formas de pensar, sistemas de saber.

Internalizadas sem que tenhamos consciência, estas forças produzem existências codificadas e domesticadas pelas tradições e instituições. Provocam a “morte do homem” 1.

A identificação dos micropoderes em campos tão diversos como o da loucura, o da prisão e o da sexualidade, levou Foucault a se insurgir contra o sistema de valores dominantes e a denunciar a vontade de poder que sua genealogia exprime2. Daí que tivesse negado a redução da moralidade a um ato ou a uma série de atos em conformidade a uma regra, a uma lei ou a um valor.

Na busca da emancipação de pessoas controladas e marginalizadas, Foucault propôs a autoconstituição do sujeito moral. Indicou como caminho da ética uma forma de ser que balizasse o conhecer-se, o controlar-se, o experimentar-se, o aperfeiçoar-se em uma prática de si, em uma disciplina do corpo, da conduta, do sentimento e da paixão.

O legado de Michel Foucault para a filosofia moral do século em curso foi o de evidenciar a inutilidade normativa, atribuindo a cada um o cuidado de si, a constituição estética da existência. Devemos cuidar para que nossa vida seja uma obra de arte3.

UTILIZE E CITE A FONTE.
1 - Foucault, Michel (1984). L’usage des plaisirs.  Gallimard.
2 - Foucault, Michel (2000). As palavras e as coisas. Tradução de Salma Tannus Muchail. São Paulo. Martins Fontes.
3 - Foucault, Michel (2014). História da loucura na Idade Clássica. Tradução de José Teixeira Coelho Netto. São Paulo. Editora Perspectiva.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s