TRABALHO: Técnica e desrazão.

Trabalho.

Resultado de imagem para tecnologia no mercado de trabalhoO significado da palavra “técnica” (téchne) permanece aquele dado pelos estoicos: um sistema definido de práticas destinadas a conseguir um fim.

Também permanece viva a discussão levantada pelos epicuristas: saber se o fim da técnica refere à medida humana ou se teremos que nos submeter à servidão que nós mesmos promovemos.

Na atualidade, a balança parece tender para segunda vertente. As descrições da vida coisificada de Kafka e da vida programada de Aldous Huxley, que antecederam as críticas filosóficas de Heidegger e de Adorno, denunciam o mundo laboral que aí está: destinos fechados, carreiras banais, trabalho mecânico.

O adestramento do ser humano para a economia binária o tornou preciso e ágil. Mas converteu parte dos trabalhadores em máquinas capazes de controlar as demais; em seres que não temem a morte do espírito porque nunca chegaram, de fato, a exercitá-lo.

Como em outras épocas, a dinâmica do trabalho se encontra hoje à mercê de uma casta de operadores tecnocratas que simplesmente ex-istem (estão fora), que não têm uma experiência interior, uma vida introspectiva que os humanize.

UTILIZE E CITE A FONTE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s