PERPLEXIDADES – De Foucault à Deleuze: a aranha digital.

Perplexidades.

Faz pouco tempo, acreditava-se terminante a observação de Michel Foucault sobre as instituições de encerramento disciplinar. Mas as casernas, escolas, fábricas, escritórios, universidades, hospitais, asilos e hospícios estão claudicando. O poder e as organizações que o servem estão deixando de operar segundo clausura e disciplina.

Aos poucos, o diagnóstico de Gilles Deleuze vai se concretizando. Ingressamos em uma sociedade de controle e informação. Militares, escolares, operários, burocratas, universitários, enfermos, aposentados e loucos circulamos extramuros. Mas não estamos livres. Somos como o gado, que se marca, codifica e rastreia.

Esquadrinhados, nos resignamos ao controle do que compramos, do que vendemos, de onde estamos, do que fazemos. Formatados em corpora digitais e organizados em bancos de dados, deixamos que nos orientem sobre o que devemos querer e sobre o que devemos pensar.

Estamos presos a uma teia (web). Diversamente da rede (net), a teia tem um núcleo central. Pequenos insetos, caminhamos para onde a aranha da banalidade possa devorar nosso espírito.

Além das bordas da teia não há nada nem ninguém. Somente o vazio e a solidão. A existência marginal e camuflada é a alternativa que restou aos espíritos livres.

UTILIZE E CITE A FONTE.
Deleuze, Gilles (1990). Pourparlers. Paris. Les Éditions de Minuit.
Foucault, Michel (1998). Vigiar e Punir. Petrópolis. Vozes.
Lapoujade, David (2013). Potências do tempo. Tradução Hortencia Lencastre. São Paulo. N-1 edições.
Lapoujade, David (2015). Deleuze: os movimentos aberrantes. Tradução Laymert Garcia dos Santos. São Paulo. N-1 edições.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s