NOTAS: Adam Smith – o torpor da sua mente….

Notas.

No progredir da divisão do trabalho, o emprego muito maior daqueles que vivem do seu trabalho, isto é, do grande corpo do povo, se limita a algumas operações muito simples, frequentemente [se limita] a uma ou duas [operações]. Como, no entanto, os entendimentos da maior parte dos homens são necessariamente formados por seus empregos comuns, o homem cuja vida inteira é gasta na realização de algumas operações simples, cujos efeitos talvez sejam sempre os mesmos, ou quase os mesmos, não tem ocasião de exercer sua compreensão ou de exercer sua invenção ao descobrir expedientes para remover dificuldades que nunca ocorrem. Ele naturalmente perde, portanto, o hábito de tal esforço, e geralmente se torna tão estúpido e ignorante quanto é possível para uma criatura humana se tornar. O torpor de sua mente o torna não apenas incapaz de saborear ou tomar parte em qualquer conversa racional, mas de conceber qualquer sentimento generoso, nobre ou terno e, consequentemente, de formar qualquer julgamento justo a respeito de muitos dos deveres comuns da vida privada.

In the progress of the division of labour, the employment of the far greater part of those who live by labour, that is, of the great body of the people, comes to be confined to a few very simple operations, frequently to one or two. But the understandings of the greater part of men are necessarily formed by their ordinary employments. The man whose whole life is spent in performing a few simple operations, of which the effects are perhaps always the same, or very nearly the same, has no occasion to exert his understanding or to exercise his invention in finding out expedients for removing difficulties which never occur. He naturally loses, therefore, the habit of such exertion, and generally becomes as stupid and ignorant as it is possible for a human creature to become. The torpor of his mind renders him not only incapable of relishing or bearing a part in any rational conversation, but of conceiving any generous, noble, or tender sentiment, and consequently of forming any just judgment concerning many even of the ordinary duties of private life.

UTILIZE E CITE A FONTE.
Smith, Adam (1776). An Inquiry into the Nature and Causes of The Wealth of Nations.  Book V: On the Revenue of the Sovereign or Commonwealth. Chapter I: On the Expenses of the Sovereign or Commonwealth. Part III: On the Expense of Public Works and Public Institutions. Article II: On the Expense of the Institutions for the Education of Youth.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s