A nova ignorância.

Perplexidades.

Willful_Ignorance-DFishburne

Pertence ao Iluminismo a ideia de que o progresso nasce do sistema educativo e da pesquisa científica. Teria origem na extensão horizontal do número de pessoas instruídas e na extensão vertical da abrangência e profundidade do conhecimento.

Mas o progresso no primeiro sentido terminou por anular o progresso no segundo. O número de pessoas supostamente educadas cresceu exponencialmente, enquanto a abrangência e profundidade do que sabiam cresceu aritmeticamente.

Ampliou-se a ignorância. Não, é claro, no sentido de que sabemos menos do que sabíamos, mas no sentido de que sabemos muito menos do que deveríamos e poderíamos saber.

A nova ignorância, um termo cunhado por José Álvaro Machado Pacheco Pereira, designa o crescimento geométrico da amplitude sobre a plenitude do conhecimento. Na era digital, muitos sabem quase nada sobre quase tudo e poucos quase tudo sobre quase nada.

UTILIZE E CITE A FONTE.
CHERQUES, Hermano Roberto Thiry, 2021 – A nova ignorância. A Ponte: pensar o trabalho, o trabalho de pensar https://hermanoprojetos.com/2021/06/30/a-nova-ignorancia/(abre em uma nova aba)
 
 
REFERÊNCIAS:
 
Pacheco Pereira, José Álvaro Machado (2013). Crónicas dos dias do lixo. Lisboa, Temas e Debates.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s