Risonha conformidade.

Perplexidades.

 

d2bawbq-de059968-2deb-47df-a8f4-51ee7ed30bb8Maldoror, o personagem de Lautréamont, não sabe rir. Querendo ser como todo mundo, pega de um canivete e corta a comissura dos lábios.

É querendo ser como todo mundo que experimentamos as drogas, o tabaco e as bebidas destiladas; que suportamos as autoridades ilegítimas, as convenções sociais, as instituições sem sentido.

É querendo ser como todo mundo que acolhemos as mutilações do corpo – do furo na orelha às tatuagens -, e as mutilações do espírito – das ideias aceitas às condutas que ofendem nossa sensibilidade.

É querendo ser como todo mundo que suportamos os ritos intraorganizacionais. Que, para manter o emprego, fingimos nos preocupar com o que não nos afeta.

É querendo ser como todo mundo que produzimos inutilidades, que calamos sobre o engodo que tem unicamente a função de amealhar dinheiro e poder.

É por necessidade material ou incúria moral que rasgamos os cantos da boca em um riso conformista e covarde. Como todo mundo.

UTILIZE E CITE A FONTE.
CHERQUES, Hermano Roberto Thiry, 2021 – Risonha Conformidade. A Ponte: pensar o trabalho, o trabalho de pensar https://hermanoprojetos.com/2021/07/07/risonha-conformidade/(abre em uma nova aba)
(abre em uma nova aba)
 
 
REFERÊNCIAS:
 
Lautréamont, comte de (Ducasse, Isidore). (s/d ; Orig. 1869). Les Chants de Maldoror. E-Book Kindle. https://www.amazon.com.br/Chants-Maldoror-Isidore-Ducasse-Lautr%C3%A9amont-ebook/dp/B005Q3D24M

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s