O pluralismo ético na teoria e na prática.

Ética.

photo-1569437061238-3cf61084f487Que evidência temos nós de que os outros desconhecem a verdade moral? Ou, até mesmo, de que haja uma verdade moral? Nenhuma evidência. O que há são certezas, do latim certus, que significa aquilo que é fixo. E o fixado, o dogmático bloqueia o convívio com os que pensam e sentem diferentemente.

O antídoto para os malefícios das certezas é colocar a paz social acima dos dogmas. Abdicar de impor uma teoria ética entre racionalidades díspares.

Posto que as regras morais das diversas culturas e, ao longo da história, de cada cultura per se são irredutíveis a um princípio constitutivo único, devemos tomar cada posição como independente e considerar que uma não necessita das outras para ser legítima.

Alicerçado na realidade multicultural, o pluralismo advoga que a solução para os conflitos éticos é a compreensão do Outro. Postula que o ponto de convergência deve ser o da diminuição do sofrimento humano e que a conduta prática razoável é a do exercício da arte de ser não-intolerante.

 
 
UTILIZE E CITE A FONTE.
CHERQUES, Hermano Roberto Thiry, 2022 – O pluralismo ético na teoria e na prática. A Ponte: pensar o trabalho, o trabalho de pensarhttps://hermanoprojetos.com/2022/01/26/o-pluralismo-etico-na-teoria-e-na-pratica/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s