Alberto Caieiro – Sentido oculto.

Nota.

Alberto Caieiro

“ …. o único sentido oculto das cousas
É que elas não têm sentido oculto nenhum
É mais estranho do que todas as estranhezas
E do que o sonho de todos os poetas
E os pensamentos de todos os filósofos
Que as coisas sejam realmente o que parecem ser
E não haja nada que compreender”

Caieiro, Alberto (Fernando Pessoa). (1969) O guardador de rebanhos e outros poemas. In, Obra completa de Alberto Caieiro. Lisboa. Tinta da China.
 
 
UTILIZE E CITE A FONTE.
CHERQUES, Hermano Roberto Thiry, 2022. A Ponte: pensar o trabalho, o trabalho de pensar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s