Kübler-Ross.

Notas.

Elisabeth Kübler-Ross, M.D. (1926 — 2004) psiquiatra suíça, publicou, em 1969, um livro que a tornaria famosa: On Death and Dying. O livro apresenta o Modelo de Kübler-Ross, marco da tanatologia. O esquema é genérico não replicável na totalidade a pessoas e culturas diferentes. Mas ajuda a nomear e a entender o estágio das reações ante a perda, a tragédia e a proximidade da morte. É verificável em relação a perdas menos definitivas, como as do emprego, esportivas, de eleições, de privilégios, etc.

  1. Negação: “Isto não pode estar acontecendo.”
  2. Raiva: “Por que eu? Não é justo.”
  3. Negociação: “Deixe-me viver apenas até ver os meus filhos crescerem.”
  4. Depressão: “Estou tão triste. Por que devo me preocupar com qualquer coisa?”
  5. Aceitação: “Vai tudo ficar bem.”, “Eu não consigo lutar contra isto, é melhor preparar-me.”

 

UTILIZE E CITE A FONTE.
CHERQUES, Hermano Roberto Thiry, 2022 –  A Ponte: pensar o trabalho, o trabalho de pensar.  https://hermanoprojetos.com

 

REFERÊNCIAS
Kubler Ross, Elisabeth (1985) Sobre a morte e o morrer. Tradução de Paulo Menezes. Rio de Janeiro. Editora Martins Fontes.
Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s