A gaiola sem grades.

Trabalho.

Juárez Casanova

Imagina-se que o trabalho remoto seja emancipador. Não é. A vida do ser humano isolado, entregue aos seus próprios recursos é como a do pássaro engaiolado. Saltita de um lado para outro, sabendo que não há liberdade possível.

A serviço na Web, o trabalhador escande pelos lábios semicerrados da insegurança econômica as mesmas perguntas de sempre: em que os senhores da minha escravidão estão interessados? O que é preciso para que me permitam sobreviver nesse mundo que é o deles?

Os empregos em que as tarefas, o ambiente e a convivência eram comuns estão desaparecendo. Vão sendo substituídos pelas relações algorítmicas, nas quais um ser dotado de consciência realiza em solidão os mesmos gestos, as mesmas atividades dia após dia. A lembrança dos hábitos, das práticas e das profissões cuja extinção está em curso tolhe o entendimento de que a ambição de deixar de ser uma simples peça na engrenagem não se efetivará.

No advento da subsistência online, o trabalhador tornou-se um kit completo. Servo-assistido, autocorrigível, permutável e descartável. A miragem emancipatória conservou-se até desaparecer ante a evidência de que o encarceramento na Web, como todo encarceramento, convém ao carcereiro não ao encarcerado.

O que interessa discutir agora não é tanto do mal-estar do insulamento, sobre o que tudo já foi dito. São suas consequências. Solto, o pássaro que só conheceu a vida na prisão não sabe viver autarquicamente. Terá que empreender a metamorfose da sua identidade, sob pena de enlouquecer ou agonizar.

 

UTILIZE E CITE A FONTE.
CHERQUES, Hermano Roberto Thiry, 2022 – A gaiola sem grades. A Ponte: pensar o trabalho, o trabalho de pensarhttps://hermanoprojetos.com/2022/10/07/a-gaiola-sem-grades/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s