FGV

O acaso e a fortuna.

Notícias & Almanaque.

Artigo publicado: Cherques, Hermano Roberto Thiry (2003). O acaso e a fortuna. Revista de Ciências da Administração (CAD/UFSC), v. 5, p. 07-19, 2003.

Resultado de imagem para interpretationA dificuldade de compreensão de termos com acepções similares é uma decorrência natural do processo de globalização. As interpretações culturalmente condicionadas são inevitáveis no contexto econômico e organizacional da atualidade. Nesse artigo examinamos os significados dos conceitos de fortuna e de acaso e as consequências da sua indiferenciação nas relações entre a cultura administrativa anglo-saxã e a latina. Argumentamos que o desconhecimento da diferença de significados traz consequências nocivas à gestão intercultural, ao planejamento e à logística.

Clique aqui para ler o artigo original na íntegra.

UTILIZE E CITE A FONTE.
Anúncios

Empresas abrem espaço para ascensão de quem ‘foge’ de cargos de chefia.

Notícias & Almanaque.

Deu na Folha de São Paulo:

Imagem relacionadaSe até outro dia um funcionário pouco interessado em virar chefe era tido como acomodado, hoje as empresas já abrem novos caminhos para a ascensão de quem prefere se manter em cargos técnicos.

Com isso, cresce o reconhecimento da “carreira em Y” (veja quadro abaixo), modelo de progressão profissional em que os funcionários seniores podem se especializar em determinados ramos em vez de virar gerentes de área. (mais…)

Foucault e os cachorros de Obama.

Notícias & Epistemologia.

Revistas científicas precisam acelerar mudanças para acompanhar as novas demandas das sociedades.

Por por Thomaz Wood Jr em Carta Capital.

Revistas científicas constituem um dos pilares da ciência. Seus editores são, supostamente, os guardiões da relevância e da qualidade do que é veiculado. Pesquisadores as utilizam para expor e disseminar seus mais recentes achados. Ter um artigo publicado em uma revista importante é conquista a ser celebrada, pois reflete o reconhecimento do trabalho realizado.

A façanha costuma ser fruto de trabalho longo e extenuante. As principais revistas científicas operam como verdadeiros funis, com centenas de artigos concorrendo por espaços de publicação limitados. Os trabalhos enviados passam por uma triagem severa, que envolve editores e avaliadores. (mais…)

A batalha contra os privilégios.

Notícias & Almanaque.

 Deu no Estadão por José Fucs.

Para baixar os custos de pessoal, profissionalizar a administração e conter as greves nos serviços públicos, o governo terá de enfrentar o corporativismo dos servidores e a resistência do Congresso e do Judiciário às mudanças.

O mamute – um paquiderme pré-histórico com espécies que chegavam a alcançar cinco metros de altura e a pesar até dez toneladas – é considerado um dos maiores mamíferos de todos os tempos. Para efeito de comparação, o elefante, seu parente moderno e o maior animal terrestre existente hoje, pesa, no máximo, seis toneladas e sua altura não supera quatro metros. Talvez, por isso, o Estado brasileiro – gigante, pesado e lerdo – seja frequentemente comparado a um mamute. Mesmo com sua força e seu tamanho, o elefante parece acanhado para simbolizar as proporções extraordinárias adquiridas pelo Estado no País. (mais…)

Novos Ebooks

Os livros, em sua versão digital, já encontram-se disponíveis no site da Editora FGV. A Editora FGV oferece livros digitais em dois formatos: ePub e PDF. Eles podem ser lidos na tela de um computador ou em leitores portáteis (tablets e smartphones), sendo uma opção de leitura mais prática e econômica. Confira abaixo os detalhes de cada E-book:

Sobreviver ao Trabalho        174 173 Conceitos & Definições

 

 

 

 

Para as versões impressas, clique aqui.

Profissões Mais Bem Pagas

CATEGORIA NT

logo-fgv

Médicos e administradores estão no topo da lista de profissões mais bem pagas do país, de acordo com o estudo ‘O Retorno da Educação no Mercado de Trabalho’, divulgado este mês pela FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Os médicos com mestrado ou doutorado estão no topo da lista de chance de ocupação, com 93% de probabilidade de estar empregado. Esta categoria tem uma remuneração salarial média de R$ 8.966. Em compensação, os médicos também lideram a lista do número de horas trabalhadas por semana, com uma jornada média de 52,02 horas.

Já os médicos com graduação tem um salário médio de R$ 6.705 e uma probabilidade de ocupação de 90%. No sentido oposto, os formados em teologia estão entre as piores colocações e em terceiro lugar na
jornada de trabalho, com 49,03 horas semanais.

Para saber a média salarial de sua profissão, já dividida por critérios de sexo, raça, idade e grau urbano a FGV lembra, no entanto, que os salários do quadro são de 2000 e precisam ser multiplicados por 1,55 para se chegar aos valores atuais corrigidos pela inflação.

Para a FGV, a pesquisa comprova a relação direta entre escolaridade e remuneração. ‘A hierarquia educacional se reflete na hierarquia dos resultados observados no mercado de trabalho, ou seja, aquele que estudou mais recebe salários mais altos e tem maiores chances de conseguir trabalho’, afirmou o coordenador do estudo, o economista Marcelo Neri.

Ele destaca que a pesquisa pode ser instrumento tanto do desenho de políticas públicas como para auxiliar a escolha do cidadão na hora de prestar vestibular ou escolher um curso de pós-graduação de acordo com o retorno que cada profissão pode oferecer.

Veja os 10 primeiros da lista com salários atualizados:

1- Medicina (mestrado ou doutorado): R$ 8.966,07

2- Administração (mestrado ou doutorado): R$ 8.012,10

3- Direito (mestrado ou doutorado): R$ 7.540,79

4- Ciências econômicas e contábeis (mestrado ou doutorado): R$ 7.085,24

5- Engenharia (mestrado ou doutorado): R$ 6.938,39

6- Medicina (graduação): R$ 6.705,82

7- Outros cursos de engenharia (graduação): R$ 6.141,05

8- Engenharia mecânica (graduação): R$ 5.576,49

9- Engenharia civil (graduação): R$ 5.476,85

10- Outros cursos de mestrado ou doutorado: R$ 5.439,32

Clique aqui para ler na íntegra.

UTILIZE E CITE A FONTE.

Vícios e virtudes

Trabalho & Produtividade

Quadro relacional para próxima edição de “Ética para Executivos“.

O que se denomina “alteração ou perda do referencial” ético reflete o fato de que os vícios a serem evitados e as virtudes a serem cultivadas são diferentes em circunstâncias e épocas diversas.

O acervo aqui apresentado é a base referencial das Pesquisas “Ética nas organizações brasileiras – EBAPE/FGV” e “Le management latin – ECP/Paris”.

Microsoft Word - Virtudes e viícios.docx

Clique aqui para baixar o arquivo em pdf.

utilize