Nietzsche

Fontes da filosofia moral: Max Scheler

Ética & Filosofia

Max Ferdinand Scheler (1874, Munique – 1928, Frankfurt) procurou corrigir as antigas e frágeis concepções do bem e do dever. No processo, construiu uma teoria universal dos valores e das normas.

Legou à reflexão moral contemporânea as ideias: i) de que a questão da ética é subordinada à dos valores em geral e, ii) de que os valores podem ser objeto de uma intuição imediata, oferecida pela via da emoção. (mais…)

Anúncios

O tempo do kronos, o esquecimento do kairós.

Perplexidades & Filosofia.

Roman Galley Color by joaoMachayEm 24 de junho de 1812, quando a Grande Armée atravessou o rio Niemen e marchou Lituânia adentro, Napoleão tinha as razões e os meios para crer que venceria rapidamente a Campagne de Russie. Estava errado. Passados seis meses, seus exércitos e sua carreira congelavam no inverno de Moscou.

Napoleão nunca se perdoou. (mais…)

Escravo

Notícias & Almanaque.

“Todo aquele que não dispõe de dois terços do dia para ele mesmo é um escravo.”

Friedrich Nietzsche

Nietzsche, Friedrich (2005) Humain, trop humain, I, 283, in, Oeuvres Complètes, 24 Titres Annotés. Arvensa Éditons. [EBook Kindle]

O que é um valor?

Perplexidades & Filosofia

Conceitos & DefiniçõesValor é um bem subjetivo. Tanto no sentido abstrato, de ter valor, como no sentido concreto, de ser um valor, o termo designa um atributo das coisas que consiste em merecerem mais ou menos estima por um individuo ou por um grupo (serem desejadas), ou que consiste em satisfazerem certo fim ou interesse (serem úteis).

O valor não tem substância. É um objeto autônomo das realidades existentes. Não se pode ver o belo, mas podemos qualificar uma coisa de bela, ou de nociva, ou de boa, ou de cara …

O termo ‘valor’ tem origem econômica nos mercados da Grécia arcaica. A palavra grega para valor – áksios,a,on, – conota o bem, tangível ou não, que merece o preço que se paga por ele. A partir da Antiguidade, o conceito de valor percorre um longo caminho. Para os sofistas era uma apreciação relativa, expressa no dito de Protágoras de que “o homem é a medida de todas as coisas”.

Já Platão – contra a concepção dos sofistas de que os valores são conferidos pelos homens – sustentou que o valor deriva de uma apreciação absoluta. Tem valor o que é – em si – bom, belo, justo e verdadeiro.

Clique aqui para saber mais.

UTILIZE E CITE A FONTE.