pragmatismo

Fontes da filosofia moral – John Dewey e o Pragmatismo.

Ética & Valores.

John Dewey (1859-1952), o mais influente pensador norte americano na primeira metade do século passado, entendeu a filosofia como método para resolver problemas morais.

Foi adepto do pragmatismo – a convicção de que o agir é moralmente justificável se, e somente se, for útil ao propósito de tornar a vida mais razoável.

Dewey deixou como legado à contemporaneidade:

  • O conceito de valorização como expressão de um comportamento aprendido que se tornou habitual, e a decorrente distinção entre os atos de atribuir valor e o de avaliar,
  • A equalização entre o justo e o social, isto é, a ideia de que devemos avaliar de acordo com as obrigações que temos para com os outros, e de que, portanto, a ética deve se centrar na busca do que é útil a um futuro desejável para todos os seres humanos.

(mais…)

Anúncios