regime de metas

Carreira e ilusão.

Trabalho.

Funda a economia de mercado a dupla fantasia de que é preciso adquirir o que nos oferecem e de que a ascensão pessoal se dá pela escalada estamentária. Estas ilusões fazem com que pensemos o trabalho sobre um fundo de causalidade aparente: se não trabalharmos, nada se produzirá, nada teremos, não subsistiremos, voltaremos à vida primitiva. Decorre daí que, inconscientes ou resignados, nos enfileiremos nas carreiras profissionais.

Preferimos esquecer que muitos povos em muitas épocas não conheceram o trabalho na forma como o entendemos. Que o downsize, a supressão das gerências, o regime de metas e o horário flexível não mudam a qualidade da existência. Longe disto. As carreiras, as feitorias, as tarefas programadas, a ductilidade, o online são faces de um sistema imemorial, que subsiste implantado nas consciências. (mais…)

Anúncios