Thomas Hobbes

Hobbes – Trabalho: o salto no escuro.

Trabalho.

Não temos medo do escuro. Temos medo do que pode nos acontecer no escuro. Nos amedronta menos o que pode nos causar dano do que o que ignoramos quais danos pode nos causar.

Tememos a morte, a doença, a solidão. Tememos uns aos outros: o homem é o lobo do homem. O medo, escreveu Hobbes, move a conduta humana.

É o medo que nos faz trabalhar. Nos assombra o desconforto da pobreza e da exclusão. Por isso, procuramos nos empregar mesmo quando não gostamos da tarefa, do ambiente, dos colegas, da empresa. Seguimos empregados quando temos alternativas, quando já não mais necessitamos, ou quando nem chegamos a necessitar dos recursos materiais que o trabalho provê.

Nos acovardamos ante a exclusão do mundo laboral. Mas não deveríamos. Se o desemprego nos priva da segurança, o estarmos empregados não a garante. O tempo e o contexto alteram nossa condição e a da sociedade em que vivemos. Para o nosso próprio bem, deveríamos aceitar que o futuro está sempre em aberto. (mais…)

Anúncios

Ou talvez o sono seja extinto.

Notícias & Almanaque.

imageDeu na Piauí por Jonathan Crary.
(Contribuição do Professor Enrique Saravia.)

Na sociedade 24/7, dormir é coisa para derrotados.

Cresce exponencialmente o número de pessoas que acordam durante a noite para verificar mensagens. O dano ao sono é inseparável do desmantelamento da proteção social em outras esferas.

Quem já viveu na Costa Oeste da América do Norte deve saber que, em função das estações, todo ano centenas de espécies de pássaros migram para o norte e para o sul, perfazendo distâncias variadas ao longo da plataforma continental. O pardal-de-coroa-branca é uma dessas espécies. No outono, eles voam do Alasca até o norte do México; na primavera, voltam para o norte. Diferentemente da maioria dos outros pássaros, esse pardal tem a capacidade extraordinária de permanecer acordado por até sete dias durante as migrações, o que permite a ele voar e navegar de noite e procurar por alimento de dia, sem descansar. (mais…)